Vereador Sandro Moreira se posiciona sobre mudança no horário das sessões; “O importante é a participação popular”

with Nenhum comentário

A Câmara de Simões Filho retornará na próxima terça-feira (19) do recesso parlamentar. Com a reabertura dos trabalhos parlamentares, as sessões ordinárias voltam a acontecer normalmente, no plenário Walter Jorge dos Santos, às 17:00h.

Neste primeiro encontro, os vereadores devem discutir a possibilidade de mudança no horário das sessões, que no final do ano passado teve um grande apelo popular para que voltasse a acontecer no período da manhã.

Embora a participação da população seja indispensável para o desenvolvimento do trabalho parlamentar, a maioria dos vereadores é contra o retorno das sessões para o período diurno. No entanto, para o vereador e líder da bancada de oposição, Sandro Moreira (PSL), “a Casa é do povo” e a vontade do povo deve ser soberana.

“Eu defendo que o horário seja preferencialmente pela manhã, para que as pessoas possam ter uma participação maciça. Questões como a dificuldade de transporte ou até mesmo a violência impedem que as pessoas acompanhem as sessões direto do plenário. Contudo, a participação popular é de extremo interesse para o nosso trabalho”, revelou o edil.

Moreira foi um dos poucos edis que, no início do mandato, em 2017 votou contra a permanência do horário das sessões no período noturno, mas, segundo ele, houve uma manobra por parte dos vereadores da situação, para que o horário não fosse modificado.

De acordo com Sandro, é interessante para o prefeito Diógenes Tolentino que as sessões aconteçam fora do horário administrativo, para que, quando for votado algum projeto de interesse da prefeitura, os funcionários possam comparecer em massa, comandando a plateia e aquecendo a sessão, como é de costume.

“O ideal e que a sessão seja acompanhada principalmente por pessoas neutras, a população em si, que está lá para fiscalizar e ponderar o que está sendo discutido e não apenas por funcionários da prefeitura. Porque, o que normalmente ocorre é que quando é de interesse deles, eles levam uma plateia pronta e fazem as coisas da forma que eles querem”, pontuou o vereador.

Ainda conforme o relato de Sandro, o vereador que trabalha pelo povo com clareza, ética e compromisso não necessita de plateia. Pelo contrário, ele enquanto líder de oposição, prefere que a população tenha autonomia para acompanhar e qualificar a sua atuação junto aos interesses de quem lhe outorgou legitimamente representante do povo.

 

Deixe uma resposta