“Binho do Quilombo” deverá ser homenageado com construção de praça pública em Simões Filho

with 1 comentário

O líder da comunidade Quilombola Caipora, em Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador (RMS), Flavio Gabriel Pacifico dos Santos, popular “Binho do Quilombo” poderá ser homenageado com a construção de uma praça pública, em sua comunidade.

A homenagem parte da indicação de nº 375/2018, de autoria do vereador e líder da bancada de oposição, Sandro Moreira (PSL), aprovada durante a sessão desta terça-feira (13), que solicita à Mesa Diretora a reiteração da Indicação 188/2017, que requer ao Poder Executivo a construção de uma praça, na localidade do Distrito de Palmares que dá acesso, ao largo da Igreja de São Gonçalo e que está Praça leve o nome de “Praça Binho do Quilombo”.

Em sua justificativa, Sandro colocou que Binho foi um grande líder e que esta singela homenagem é também uma maneira de “materializar a figura de uma pessoa muito querida por todos”, que acabou sendo vítima da violência e “de maneira covarde acabou sendo brutalmente” tirado do convívio de seus familiares e amigos.

Binho do Quilombo foi brutalmente assassinado, no dia 19 de setembro de 2017, aos 36 anos, dentro do seu carro, próximo a uma escola, em Pitanga de Palmares. Ele é filho da senhora Maria Bernadete Pacífico, ex-secretária da Promoção da Igualdade Racial do município e grande militante na luta pela valorização das comunidades quilombolas e de matrizes africanas.

Breve histórico

Ex- candidato a vereador do município de Simões Filho, Binho do Quilombo possuía uma personalidade simples e bastante carismática. Era visto como um dos grandes defensores dos direitos humanos, especialmente quando se tratava da comunidade Quilombola onde se originou.

Além de líder nas batalhas pela melhoria da qualidade de vida de sua comunidade, Binho era visto como uma grande personalidade. Músico nato, ele fazia a diversão do público mais jovem de Pitanga de Palmares com uma das bandas de samba mais respeitadas da região.

Ele ainda atuava na organização de torneios de futebol, eventos tradicionais e festas comunitárias. Certamente, o seu legado ficará marcado na memória e na vida de todos que puderam conviver com ele.

 

 

Uma resposta

  1. Cristóvão Santos de Jesus
    | Responder

    É mais do que justa á homenagem

Deixe uma resposta